A utilização de ferramentas de Marketing Digital para consolidação de estratégias de comunicação tem se tornado prática obrigatória nas empresas. Afinal, em um mundo digital, as técnicas de comunicação e marketing são aplicadas e adaptadas para Internet e dispositivos móveis.

Assim, o Marketing Digital é parte de uma série de atividades executadas pelo Marketing com o objetivo de atrair potenciais clientes e se relacionar com eles. A técnica possibilita a construção de uma marca forte em mercados cada vez mais concorridos.

É nesse cenário de intenso trabalho, em que é preciso atrair o cliente, fazer controle de fluxo de informações, produzir conteúdo e fechar a venda, que o empreendedor necessita de ferramentas para auxiliá-lo no crescimento da receita.

A importância das ferramentas de Marketing Digital

Recursos de gerenciamento para a comunicação digital são de extrema importância para as empresas. Sua função primordial é automatizar tarefas manuais que costumam tomar tempo e dificultam a priorização de atividades estratégicas.

Além disso, ferramentas dão mais agilidade e alcance ao volume de informação produzido, acelerando os processos. Através disso, gera-se resultados tangíveis.

As ferramentas que abordamos nesse texto são consideradas soluções para reduzir o custo de aquisição do cliente (CAC) durante a implementação de estratégias usadas em vários tipos de negócio.

Contudo, por melhores que as ferramentas sejam, uma coisa precisa ficar clara: a estratégia e a metodologia vão sempre valer mais que as ferramentas. Apostar apenas em softwares pode ser um erro clássico para quem não está familiarizado com esse estilo de marketing.

Em outras palavras, de nada adianta ter as mais avançadas tecnologias se o empreendedor não faz a menor ideia de como aplicá-la de maneira correta.

Fases do negócio x ferramentas de Marketing Digital

Se você tem um empreendimento e quer investir em ferramentas para a comunicação digital, pare e pense na sua estratégia como um todo antes de fechar contrato. A otimização da tecnologia utilizada vai depender da fase em que está o negócio.

Cada etapa possui ferramentas específicas para atender, com efetividade, os objetivos propostos no planejamento.

Por exemplo: não faz sentido investir em automação de marketing se você está no início do negócio. O ideal seria obter ferramentas de construção de landing pages e e-mail.

Gerenciar o marketing digital de uma companhia não é tarefa simples. São várias as áreas de responsabilidade e competência em que o especialista da área deve trabalhar diariamente, como finanças, gerenciamento de projetos, marketing, análise de conteúdo, entre outras. Cada uma delas demanda uma ferramenta diferente.

Veja detalhadamente cada fase:

1 – Fase inicial

Essa é a etapa em que o foco não é a venda, mas de avaliar sua posição no mercado e despertar a curiosidade de seus possíveis clientes.

Para isso, usa-se as seguintes ferramentas:

Landing Pages

Landing pages são conhecidas como ferramentas de destino, tendo como único objetivo a conversão de visitantes. A página apresenta poucos elementos, focando apenas no CTA (call to action). A técnica evita distrações e garante a conversão desejada.

Essa é uma das principais ferramentas do Inbound Marketing, já que consegue atrair as pessoas certas para o consumo de conteúdos relevantes. A landing page é comumente a primeira parada do funil que pode elevar o visitante ao status de cliente.

Imagine que você tem um site que atrai milhares de visitas todos os meses. Contudo, as pessoas apenas veem as informações sem seguir para as próximas etapas que levam à compra.

É claro que toda visita tem o seu valor, já que mais pessoas tomam conhecimento do seu empreendimento. No entanto, a pergunta que você deve fazer é: até que ponto elas impactam o meu negócio?

Ferramentas de landing pages, como a Unbounce, te ajudam não somente a atrair visitantes, mas também a criar oportunidades para a empresa.

Aquele simples formulário com nome, e-mail e telefone pode ser a chance da construção do relacionamento, com confiança e empatia. Isso ocorre porque você vai entender exatamente qual é o perfil do seu cliente, sabendo quais os conteúdos ele acessa e, assim, propor oportunidades imperdíveis de vendas.

E-mail marketing

Há quem pense que o e-mail marketing nada mais é que SPAM, aquela informação não-solicitada que aparece em nossa caixa de entrada. Na verdade, quando bem-feito, o e-mail marketing é uma estratégia valiosa que se baseia na comunicação entre a empresa e seus consumidores, ou leads, via e-mail.

Os contatos realizados por disparos de mensagens podem ser feitos com base em segmentações capazes de escalar o processo de personalização da informação.

Isso quer dizer que o e-mail marketing vai chegar apenas aos interessados na mensagem, serviço ou produto, através de uma plataforma de informação – tal como o MailChimp, plataforma desenvolvida para disparar e-mails e fornecer ao remetente os dados estatísticos da campanha.

Essa é uma ferramenta essencial para o e-commerce.

Os dados estatísticos reforçam a importância dessa ferramenta: mensagens de e-mail Marketing podem ser até 40 vezes mais eficientes para conquistar novos clientes do que a mídias sociais.

Artes para anúncio

Para que haja mais engajamento com o seu público, as informações não podem conter apenas textos. Elas devem ser criativas a ponto de gerar curtidas, comentários e compartilhamentos nas redes sociais.

Postagens com imagens e artes gráficas são recursos que chamam atenção e promovem mais interação que qualquer estilo de texto. Por mais que a informação seja de extrema utilidade para determinado segmento, a arte em seu anúncio vai fazer toda a diferença.

Existem ferramentas na internet que tornam mais atrativos os posts e campanhas. Um bom exemplo é o Canva, plataforma de designer gráfico simples e amigável que possui diversas interfaces e modelos. Seu estilo é freemium, ou seja, tem recursos gratuitos e recursos pagos.

Além de usar o acervo do Canva, é possível baixar as suas próprias imagens, obtendo, assim, resultados mais diversificados para as suas postagens.

2 – Tração

A tração é a fase do negócio em que existe venda de um determinado produto ou serviço, mas o lucro é baixo. E, claro, ferramentas de Marketing Digital podem ajudar nessa etapa.

Automação de Marketing

Que tal investir na automação de marketing? Ferramentas que otimizam tempo e geram produtividade melhoram consideravelmente os resultados da empresa.

Além disso, a automação gera mais eficiência no funil de vendas, melhora a comunicação com o cliente, nutre os leads e reduz custos.

Existem bons softwares no mercado que prometem esses e outros benefícios:

RD Station

É uma plataforma brasileira desenvolvida para automação de Marketing que reúne os principais recursos do digital num só lugar. Dessa forma, é possível fazer diferentes ações em um único software, com mais eficiência e produtividade.

A RD Station possui muitas finalidades para atrair, converter e relacionar-se com seu público alvo, além de analisar os resultados das ações em relatórios unificados.

Entre as possibilidades oferecidas pela RD Station estão:

  • Agendamento e disparo de e-mails;
  • Criação de landing panges;
  • Análise de leads;
  • Alimentação de fluxo de nutrição;
  • Publicação agendada em redes sociais.

Pipedrive

Pipedrive é uma ferramenta CRM (Gestão de Relacionamento com Cliente) que auxilia empreendedores a conciliar relacionamento com clientes às demais tarefas essenciais para o negócio.

O objetivo do CRM é aplicar estratégias de maneira automatizada, fazendo com que a empresa tenha informações detalhadas de cada consumidor.

Ele também apresenta interações já realizadas, para que o gestor estabeleça um relacionamento cada vez mais personalizado com o usuário. Ou seja, de acordo com o seu comportamento e preferências, é possível oferecer um novo produto ou até mesmo um desconto ao potencial cliente.

O pipedrive tem como foco o gerenciamento de vendas para que pequenas equipes tornem seus processos mais eficientes. Veja algumas de suas características:

  • Planejamento de ações para que o negócio não caia no esquecimento;
  • Visualização dos estágios em um funil de vendas, permitindo o entendimento das oportunidades;
  • Acompanhamento total das interações com os clientes;
  • Lembrete para realizar próximas ações.

3 – Escalonamento do negócio

Essa etapa acontece quando a estratégia utilizada está validada e agora é só questão de dar continuidade e investir mais.

Acompanhamento de métricas

Enviar e-mails e acompanhar as redes sociais são atividades primordiais para o posicionamento do seu negócio. Contudo, isso é apenas uma parte do processo. Outras ações precisam ser consideradas a fim de melhorar o desempenho das suas ferramentas.

Gerenciar conteúdos é uma atividade complicada, já que é grande o volume e a rapidez das informações. E, já que fazer isso manualmente pode ser custoso, o melhor é buscar um software que monitore as redes sociais de maneira prática e eficiente.

O Pipz faz exatamente isso. Trata-se de uma plataforma de automação que considera todas as etapas do ciclo da vida de um cliente dentro da empresa, desde a aquisição até a fidelização.

Entre as soluções ofertadas por essa ferramenta estão desde o construtor de landing pages com drag-and-drop até o histórico de interações, passando por análise de comportamento e personalização de e-mail.

Business Intelligence

Essa prática consiste em reunir e analisar dados e transformá-los em informações relevantes para o processo de tomada de decisão.

Em outras palavras, o BI faz a gestão eficiente das informações, aplicando métricas e indicadores chave de desempenho em todos os aspectos do negócio.

Para isso você pode usar a ferramenta Watson Marketing da IBM, inteligência artificial aplicada em empresas dos mais variados segmentos. Com ela é possível acompanhar a jornada de conversão e entender o que o cliente deseja para continuar nutrindo-o com o conteúdo correto.

Além disso, através do BI a empresa pode realizar análises e identificar oportunidades variadas para fechar vendas.

Sistema Integrado de Gestão Empresarial – ERP

O ERP é uma ferramenta que melhora a gestão das empresas, automatizando os processos. Como? Integrando atividades de vendas, finanças, contabilidade, fiscal, estoque, compras, recursos humanos, produção e logística.

O ERP da TOTVS, por exemplo, é um software com base de dados confiável que sincroniza os dado de diversos setores para que trabalhem juntos. Assim, não se tem prejuízo de informação ou retrabalho. A ferramenta também possibilita a redução de custos.

As ferramentas de marketing são primordiais para o avanço do negócio. Porém, vale lembrar que, sozinhas, elas não fazem milagre. A estratégia e a metodologia devem vir em primeiro lugar, sendo tratadas com mais relevância.

Quer entender mais sobre como essa estilo de marketing pode fazer mais pela sua empresa? 

Baixe nosso Checklist de Marketing Digital para Startups e comece sua comunicação online da forma certa. 

Fechar Menu