Ver seus anúncios no Facebook ou Google Ads simplesmente pararem de entregar os resultados esperados por nenhum motivo aparente é no mínimo desanimador. 

Mas, infelizmente, é mais comum do que parece.

Hoje, vamos compartilhar um checklist simples para você usar nessa situação e retomar o controle dos resultados que você espera para seus anúncios, sejam eles cliques, envolvimentos, vendas, visitas à sua loja ou outros.

1. Verifique se a sua campanha está tendo impressões

“O diabo mora nos detalhes”. Quando uma campanha para de gerar resultados é muito comum imaginar que a causa é um problema muito mais complexo do que de fato é.

Por isso, antes de começar a calcular a circunferência da Terra e o posicionamento das suas campanhas em relação ao eixo sul da Antártica, simplesmente verifique se a campanha está imprimindo.

Se a impressão for igual a zero, muito provavelmente:

a. sua campanha foi reprovada ou está em fase de análise

b. sua forma de pagamento parou de funcionar (ou seu saldo acabou)

c. seu público é muito pequeno

Se as suas impressões não zeraram, mas diminuíram consideravelmente ou se mantêm na mesma média de sempre, vá para os próximos passos.

2. Verifique o histórico de mudanças

Até as pessoas mais experientes em tráfego pago estão sujeitas a cometer erros.

Muitas vezes a sua campanha parou de funcionar porque você ou alguém da sua equipe (ou da equipe daquela agência que ainda tem acesso à conta de anúncios…) fez algum movimento errado.

Um clique no botão errado pode de fato “matar” uma campanha.

Felizmente, todas as plataformas de anúncios hoje nos permitem ver o histórico de ações e, com isso, conseguir diagnosticar se alguma ação recente pode ter refletido na queda de performance dos anúncios.

3. Verifique a página de destino

Apesar das plataformas de anúncios estarem cada vez mais rápidas em detectar páginas de destinos com erros, esse bloqueio automático pode demorar alguns dias.

Por isso, nunca é demais verificar se a página de destino (URL) usada nos anúncios está abrindo normalmente – ou seja, sem links quebrados ou velocidade extremamente lenta.

Lembre-se de usar uma aba anônima para seus cookies não influenciar essa análise e, sempre que possível, pedir outras pessoas para testarem a página a partir de desktop e celular.

4. Verifique a Frequência

Existe uma métrica muito importante no Facebook Ads que é a Frequência. Ou seja, quantas vezes seu anúncio aparece para a mesma pessoa.

Apesar de não existir uma regra escrita em pedra para isso, não é recomendado manter um anúncio com frequência maior de 3. Isso porque, se a pessoa viu seu anúncio mais de quatro vezes e não interagiu com ele, não é na quinta que isso vai acontecer.

Por isso, fique atento à frequência e não se esqueça de criar o hábito de testar novos públicos e criativos. 

5. Verifique se a conversão está funcionando

Se você está usando conversões personalizadas ou eventos para otimizar as suas campanhas (o que definitivamente é recomendado) tome o cuidado de verificar que elas estão sendo contabilizadas corretamente. 

Como o algoritmo vai estar se baseando nesta métrica para otimizar as campanhas e entregar o resultado esperado, se a conversão não estiver funcionando (seja por um erro no Pixel ou qualquer outro motivo) é natural que a sua campanha também perca performance.

Recomendamos sempre as extensões Facebook Pixel Helper e Google Tag Assistant para isso.

6. Verifique a concorrência (no Google Ads)

Um dos pontos que mais interferem na performance de uma campanha no Google Ads é, sem dúvidas, a concorrência. 

Suas campanhas podem estar perfeitas e seu produto ser o melhor do mercado, mas se você está investindo R$ 1.000 por mês no Google Ads mas seu concorrente estiver investindo R$ 10.000, com certeza sua performance vai ser prejudicada.

Portanto, se a sua campanha parou de funcionar no Google Ads, você verificou todos os pontos anteriores e está tudo funcionando bem, muito provavelmente sua “pedra no sapato” é seu concorrente.

Neste caso, vale considerar a opção de aumentar seus lances dentro do que sua margem permite e, principalmente, variar seus canais de aquisição. Afinal, você não quer ficar totalmente dependente da movimentação dos seus concorrentes e ter que literalmente brigar por preço.

Considerações finais

Com esse checklist você vai conseguir diagnosticar com muito mais agilidade uma campanha que parou de gerar resultados. Se você completou o checklist e não encontrou a razão da perda de efetividade, o melhor a se fazer neste caso é simplesmente criar outras campanhas do zero.

Lembre-se de testar o máximo de campanhas que seu orçamento permitir e de ler nosso texto sobre os erros mais comuns que as pessoas cometem no Facebook Ads.

Fechar Menu