Antes de conhecer nossa lista de personalidades que deram um show de inspiração no TED Talks, vamos papear sobre essa plataforma e sua importância do evento no mundo dos negócios.

A sigla TED (Tecnologia, Entretenimento e Design) deixa claro os temas discutidos nas conferências. Os TED Talks são vídeos de até vinte minutos gravados em eventos realizados ao redor do mundo. Mais que dar uma aula em sua área de especialidade, os palestrantes inspiram pessoas revelando as táticas usadas para atingir seus objetivos.

O evento tem trinta e seis anos e carrega o lema da propagação de “ideias que merecem ser compartilhadas”. Duas vezes ao ano, os encontros criados pela fundação Sapling acontecem na Ásia, Américas e Europa. A iniciativa não tem fins lucrativos e já teve a ideia copiada em diversos países, como no Brasil, que deu origem ao TEDx Talk, uma versão independente do evento original.

Em tempos em que conseguir informações de fontes confiáveis vale ouro, organizamos uma lista com doze palestrantes do TED Talks que foram destaques nas ações de marketing de diversos tipos de negócios. Acompanhe com a gente!

#1 O marketing e a física (por Dan Cobley)

O vídeo, gravado em 2010, traz comparações interessantes entre a física (a da escola, mesmo!) e o marketing, principalmente para o reposicionamento do branding de empresas e as estratégias para mudar sua comunicação.

#2 O erro 404 (por Renny Gleeson)

Com certeza você já se desapontou com uma página “quebrada”, que não foi encontrada pelo servidor ao clicar em um link incompleto ou com erros. Essa falha comum recebeu a identificação 404 e informa o usuário de que algo não deu certo, das formas mais criativas possíveis.

A grande sacada do vídeo deste TED é mostrar que, mesmo em uma experiência insatisfatória, algo transformador pode ser inserido na situação, beneficiando empresa e usuário. Trata-se, portanto, de ressignificar o momento do erro, fazendo com que ele também molde a experiência final do consumidor.

#3 Como espalhar ideias (por Seth Godin)

Mesmo que uma ideia seja genial e revolucionária, ela não surtirá efeito algum enquanto continuar desconhecida. O mesmo acontece na divulgação de um produto ou marca.

Para espalhar uma novidade, você deve saber por onde começar e onde encontrar as pessoas que vão se interessar pelo que tem a oferecer. Seth Godin deu dicas valiosas sobre esse assunto em sua participação na TED Talk.

#4 Golden Circle (por Simon Sinek)

“Por que? Como? O que?” Essas são as questões que fazem parte do Círculo de Ouro, criado por Simon Sinek. No vídeo mais famosos sobre o assunto, Simon explica como uma empresa se organiza a ponto de tornar-se referência, mesmo que outros lugares ofereçam serviços iguais ou superiores aos dela.

#5 A arte de pedir (por Amanda Palmer)

Amanda Palmer é musicista e conta, nessa conversa, a sua experiência com os fãs. O ensinamento do vídeo gira em torno da ideia de que não é necessário pedir por reconhecimento: as pessoas farão isso naturalmente, se gostarem do que veem.

#6 Como alimentar a criatividade (por Elizabeth Gilbert)

A obrigatoriedade de ser criativo todos os dias afeta a espontaneidade do que era natural. Principalmente no trabalho, criar para cumprir metas e atender a pedidos desestimula o prazer que encontrávamos naquele processo. 

A escritora do best-seller Comer, rezar e amar, mostra como alimentar a criatividade com leveza, mesmo em situações de ansiedade e pressão externa.

#7 De onde vêm as boas ideias (por Steven Johnson)

São quase vinte minutos de ensinamentos valiosos sobre o caminho que as boas ideias percorrem antes de chegar ao pensamento. Steven Johnson mostra como lugares e pessoas são influenciadores no processo das descobertas.

#8 A caixa misteriosa (por JJ Abrams)

JJ Abrams é o criador de séries que atraíram milhões de espectadores, como Lost e Alias, pelo mistério envolvido nas tramas. No TED Talks de 2008, JJ mostra como o desconhecido é uma fonte inesgotável de exploração da criatividade.

Quando algo misterioso está encoberto, o que nos resta é a imaginação do oculto, e essa não tem limites para existir. 

#9 O que os consumidores querem (por Joseph Pine)

Viver uma experiência marcante, seja tomando uma taça de vinho ou indo a Disney. É isso que os consumidores procuram. Mesmo a partir de uma sensação momentânea ou artificial, o sentimento de pertencer a algo, ou fazer parte de um grupo especial de pessoas, ainda é o maior estímulo de compras.

Em sua participação no TED Talk, Joseph Pine mostra como criar tais sensações únicas em massa. É genial!

#10 O preço da vergonha (por Monica Lewinsky)

Embora esse vídeo não seja voltado aos profissionais de marketing, de maneira direta, no intuito de fornecer dicas valiosas para o desenvolvimento da comunicação, ele é essencial. E não só aos profissionais de marketing: a todo mundo.

Monica Lewinsky ficou mundialmente conhecida por ser a estagiária da Casa Branca com quem Bill Clinton teve um caso enquanto foi presidente dos Estados Unidos, na década de 1990. O fato de dar esse resumo para dizer quem a moça é prova que seu estigma foi cunhado pela mídia e opinião pública e se tornou maior do que ela mesma.

No relato comovente, Monica nos leva a pensar sobre a ética e a responsabilidade da comunicação, principalmente sobre marcas ou pessoas, em plena “era do cancelamento”. É uma boa reflexão para que não nos esqueçamos que, do outro lado da tela, seres humanos consomem o que a gente produz.

#11 Três coisas que aprendi quando meu avião caiu (por Ric Elias)

Outro vídeo (curtinho) que não traz técnicas de marketing, mas pode gerar insights valiosos para nossas campanhas, principalmente sobre urgência, imediatismo e senso de prioridades.

Ric Elias estava no avião que fez um pouso forçado no Rio Hudson, em Nova York, no inverno de 2009. Apesar das circunstâncias adversas, o episódio não teve vítimas fatais. Contudo, nos poucos minutos entre o “prepare-se para o impacto” e a sensação de (desconhecido) alívio, Ric Elias foi um dos passageiros que pensou estar encarando de frente o fim da vida.

E, aí, o que era de fato importante?

Seu depoimento pode nos inspirar a ter mais compromisso nas campanhas, não só com a veracidade das informações mas com o senso de urgência de cada pessoa. Em outras palavras, pode nos ensinar a ter mais paciência enquanto nossos clientes percorrem o funil de vendas.

#12 O lado obscuro do storytelling (por Suzanne Duncan)

A última indicação, mas não menos importante, mostra a importante contribuição de Suzanne Duncan na construção de storytellings.

Criar uma história auxilia na venda de produtos e serviços porque oportuniza o consumidor a se imaginar naquela situação e desejar fazer parte e experimentar a sensação retratada ali.

A grande questão é quando nos colocamos como parte dessa história enquanto a criamos. O lado obscuro do storytelling mostra como experiências pessoais podem tornar-se empecilhos para a construção de uma narrativa que convença e encante.

Em todos os vídeos dessa lista podemos a extrair ensinamentos valiosos para o planejamento de marketing da sua empresa ou cliente. Muito além disso, as indicações foram pensadas a partir da necessidade de inspirar pessoas a oferecerem o melhor de si, dentro e fora do âmbito profissional.

Em nosso blog, outros artigos de inspiração ao profissional da comunicação estão disponíveis para leitura, como os 12 Especialistas sobre Marketing Digital para seguir no Instagram. Aproveite!

Fechar Menu