A área do Marketing geralmente possui muitos termos específicos – a maior parte deles em inglês ou como siglas. Em uma reunião de brainstorm (já está aí uma palavra), por exemplo, é muito comum que você ouça falar de lead, budget, CTA ou deadline. Mas não se assuste: hoje, separamos para você o Dicionário do Marketing e Vendas, que compila os termos mais usados e seus respectivos significados. Vamos continuar?

B.A.N.T: uma estrutura que serve de guia – utilizado como técnica de vendas para qualificar leads e identificar oportunidades.

Benchmarking: método de comparação de serviços, produtos e práticas que buscam superar a concorrência e aprimorar as funções e processos de uma empresa.

Brainstorm: reunião ou conversa feita para trocar e debater ideias.

Branding: refere-se a gestão da marca de uma empresa

Break-even: é quando a empresa consegue se sustentar sozinha: quando os custos são iguais às receitas.

Briefing: dados e informações que vão dar suporte e criar um roteiro de ação para determinado trabalho ou atividade.

Budget: orçamento empresarial

Burn rate: literalmente, velocidade de combustão. Ou seja, a velocidade com a qual uma companhia acaba com seus recursos financeiros.

Business plan: plano de negócios.

Business to business (B2B): comércio feito entre empresas sem a participação do consumidor final.

Business to customer (B2C): comércio realizado diretamente entre a empresa e o consumidor final.

Business to Government (B2C): comércio realizado diretamente entre a empresa e o governo.

Buzz Marketing: debate com o consumidor sobre a marca/produto.

CAC: custo de aquisição do cliente

Cashflow: fluxo de caixa

Chairman: presidente do conselho que dirige a organização.

Chief executive officer (CEO): cargo mais alto da empresa. Pode ser chamado também de presidente, diretor geral, entre outros. Quando existem os dois, o presidente exerce um cargo mais alto.

Churn: índice de cancelamento de clientes

Cohort: grupo de pessoas

Customer relationship management (CRM): gestão de Relacionamento com o Cliente. Conjunto de ferramentas que visam criar e manter um bom relacionamento com o consumidor.

Chief financial officer (CFO): diretor de finanças.

Chief human resources officer (CHRO): diretor de recursos humanos.

Chief marketing officer (CMO): diretor de marketing.

Coaching: processo de treinamento com metas bem definidas e uma relação de comprometimento com os resultados.

COHORT: grupo de pessoas com comportamentos iguais dentro de um determinado cenário/ Formas de agrupar pessoas que compartilham características ou viveram os mesmos eventos.

Core business: é o ponto forte ou principal negócio da empresa.

Coworking: modelo de trabalho que estabelece o compartilhamento de um espaço por diversas empresas.

CPC: custo por clique

CPL: custo por lead

CPM: custo por mil

CRM: Sistema de relacionamento com o cliente.

Crowdfunding: obtenção de recursos financeiros através de financiamentos coletivos via plataformas online.

Crowdsourcing: recurso frequentemente usado para criação, produção e desenvolvimento de ideias, produtos ou conteúdos com a contribuição de um grupo de pessoas.

CTA: call to action geralmente são links de uma página que levam os usuários a realizar ações ou palavras utilizadas para orientar o usuário, como “saiba mais” e “acesse agora”

Custo por lead: Custo para gerar um contato

Custo por Vendas: Custo para gerar uma venda

DATA DRIVEN: marketing orientado a dados

Deadline: prazo máximo para a entrega de determinada atividade ou trabalho.

Feedback: avaliações e comentários feitos ao funcionário sobre seu desempenho profissional.

Follow-up: acompanhamento de tarefas determinadas em alguma conversa, reunião ou solicitação.

Forecast: previsão.

ERP: conexão com estoque virtual.

Gap: espaço que ainda precisa ser preenchido ou desenvolvido

Growth Hacking: hack de crescimento

HighEnd: dentro de uma estratégia de esteira de produtos, o High-end são produtos com alto ticket médio. Por exemplo, dentro do pilar de educação da V4 o High – end é a Franquia, sendo que o Cientista do Marketing pode ser classificado como um Middle -End e o Laboratório do Marketing um Front – end

Headhunter: pessoa ou empresa especializada em encontrar profissionais talentosos.

Inclusive: de maneira inclusiva.

Inbound Marketing: conjunto de extratégias que visam atrair e converter o cliente.

JIDOKA: autonomação.

Joint venture: associação de empresas que tem como objetivo explorar atividades econômicas em comum.

Job rotation: rodízio de funções promovido pela companhia com a proposta de capacitar os colaboradores em diferentes setores.

Know-how: saber como fazer alguma coisa. Ou seja, conhecimento adquirido através da experiência em determinado tema ou área.

KR: tarefas que geram a OKR.

Lifetime / Retenção do Cliente: Tempo de vida médio do cliente.

LTV – Lifetime Value: tempo de valor do cliente.

Leads: Número de possíveis contatos, visitas, conversas, … gerados

Lean startup: método de desenvolvimento de produtos e mercados com agilidade, velocidade e interação com os clientes

LTV: lifetime Value (tempo que o cliente fica na prestação de serviço)

Lucro Líquido: O rendimento real das vendas realizadas.

Margem de Contribuição: É respectivo a quanto sobra após a subtração dos custos variáveis do produto ou serviço sobre a receita.

Meetup: encontro informal de empreendedores ou executivos que procurar realizar networking e discutir assuntos de negócios de uma maneira descontraída.

Mentoring: o mentor é como um mestre que ajuda no desenvolvimento profissional de outra pessoa. O mentoring inclui, por exemplo, conversas, conselhos e debate.

MHS: metodologia de mensuração da satisfação do cliente

Networking: estabelecer uma rede de contatos que pode ser útil profissionalmente.

NPS: Net promoter score (é uma métrica de lealdade do cliente). O objetivo é medir a dependência do cliente

OKRs: objetivos e principais resultados são uma estrutura para definir e acompanhar os objetivos e seus resultados.

Oportunidades: Número de pessoas que realmente se transformaram em uma oportunidade de venda

Payback: tempo para o investimento se pagar.

Persona: personagens fictícios criados para representar os diferentes tipos de usuário dentro de um alvo demográfico, atitude e/ou comportamento definido que poderia utilizar um site, uma marca ou produto de um modo similar.

Pitch: discurso breve e objetivo sobre a natureza de um produto ou serviço feito pelo empreendedor, geralmente para convencer investidores sobre o potencial do seu negócio.

Player: empresa que exerce alguma função em algum mercado.

Product Market Fit: identificar até que ponto determinado produto ou serviço oferecido por uma empresa é capaz de satisfazer a demanda do mercado.

Product Life Cycle: modelo de ciclo de vida do produto é a linha de produção de um produto ou marca.

POKA YOKE: tomada, trava.

P.U.V: proposta única de valor

Receita: Valor arrecadado pela venda de um determinado produto, depois de todos os custos de produção aplicados.

Retorno Sobre o Investimento (ROI): Relação entre a quantidade de dinheiro ganho como resultado de um investimento e a quantidade de dinheiro investido NO TOTAL, com o valor do serviço .

Return on investment (ROI): percentual de retorno em relação ao custo de um investimento.

ROAS: return On Advertising Spend (retorno sobre a verba gasta)

Role model: é uma pessoa que serve como um modelo de sucesso para outras.

SEO: otimização nos mecanismos de busca.

Sell-in: sell-in é o processo de venda B2B (Business to Business).

Sell-out: é o processo de comercialização direta ao cliente final

Shareholder: acionista da empresa.

SLAs- Service Level Agreement: acordo de serviço.

SPIN: SPIN (Situation ou Situação, Problem ou Problema, Implication ou Implicação e Need-Payoff ou Necessidade de solução)

Spin-off: processo de divisão entre companhias e o surgimento de um novo negócio a partir de um grupo já existente.

Smart Outbounding: Venda direta.

Spread: taxa de risco.

Staff meeting: reunião de equipe.

Stakeholders: pessoas impactadas por um negócio: sócios, clientes, acionistas, funcionários, entre outros.

Sweet Spot: o ponto “perfeito” ou “ótimo” que você quer atingir no mercado levando em conta a sua competência, a escassez e demanda do seu produto e a sua satisfação.

Target: objetivo a ser atingido.

Ticket Médio: valor médio de uma venda. Ele pode ser calculado pelo valor monetário das vendas totais de uma empresa divididas pelo número de vendas.

Trend: tendência.

Turnover: rotatividade de mão de obra.

UTM: Módulo de rastreamento de tráfego.

Vendas: Número de vendas

% Ops em Vendas: Taxa de Conversão de Oportunidades em Vendas – em %

% Leads em Ops: Taxa de conversão de Leads em Oportunidades – em %

E então, o que achou? Você pode continuar se atualizando sobre o mundo do Marketing Digital por meio do nosso portal. Continue sua leitura clicando aqui.

Fechar Menu