A rede de fast-food McDonalds perdeu recentemente uma batalha judicial na Suécia, para uma rede de hambúrgueres menor, o que resultou na perda do direito exclusivo do nome de um de seus produtos mais famosos, o Big Mac.

Aproveitando a oportunidade, o Burguer King, competidor direto da empresa, decidiu adotar uma estratégia de marketing provocando o cliente.

No lugar dos nomes tradicionais dos hambúrgueres da marca, foram colocados nomes como “Big Mac, mas grande de verdade” ou “Tudo menos um Big Mac” em um menu especial chamado “Não são Big Macs”.

Imagem de reprodução

O CEO do Burguer King na Suécia deu uma entrevista em que disse que:

“o McDonalds perdeu sua marca de Big Mac para uma rede muito menor na Suécia, e isso é muito divertido para ficarmos de fora”.

Algumas considerações podem ser feitas sobre o assunto:

A primeira delas é sobre como é importante possuir um branding e presença de mercado forte o suficiente para passar por um problema desses sem sofrer grandes prejuízos. Mesmo sem o nome exclusivo do Big Mac, o McDonalds vai continuar sendo uma das franquias de fast-food mais lucrativas do mundo.

Por outro lado, se aproveitar de decisões como essa podem trazer muita publicidade orgânica da parte de redes de notícia, o que atrai ainda mais público. Além disso, reforça propósitos e a mensagem da marca, no caso o Burguer King: eles se vendem como o melhor hambúrguer do mercado, pondo qualidade onde muitos só põem quantidade.

O mais importante é saber aproveitar essas situações para gerar ainda mais resultados positivos e manter a marca relevante. Apesar disso tudo, nenhuma resposta oficial do McDonalds surgiu ainda.

A guerra publicitária entre as duas empresas surgiu alguns anos atrás, e já rendeu outros bons momentos.

Para mais notícias sobre marketing e o mundo dos negócios, confira no blog.

Fechar Menu